Fabio Frasson vestindo a camisa da acessoria Sou mais turma da corrida

Como melhorar o desempenho nas corridas?

Como melhorar o desempenho nas corridas?

Você está satisfeito com seu desempenho nas corridas? Seu tempo nas provas tem atendido suas expectativas? Ou você sente que treina, treina, treina e não sai do lugar?

Pois bem, essa sensação é muito comum entre os corredores. A gente corre duas, três, quatro, cinco, seis vezes por semana, olha para o cronômetro e…. nenhuma novidade. Muitas vezes até piora, fica abaixo do rendimento anterior. Bate o desânimo, a sensação de que não adianta insistir, a vontade de desistir. Mas, no dia seguinte, você está lá novamente. Pronto para uma nova tentativa, com o mesmo padrão de resultado.

Então, o que fazer para correr melhor?

Fabio Frasson vestindo a camisa da acessoria Sou mais turma da corridaNão existe uma receita de bolos, quando o assunto é treinamento. Mas o primeiro passo é igual a quase tudo na vida: entender o problema. Se perguntar “o que é que está me faltando?” e “em que devo melhorar?” é fundamental. É provável que você não encontre as respostas sozinho; que necessite de alguém observando como você corre e analisando seu desempenho para enxergar os pontos a serem melhorados. Pode ser falta de força, de resistência muscular, de capacidade respiratória, de coordenação, de postura, de técnica, de alimentação adequada, de descanso, de atitude durante a corrida ou, simplesmente, de acreditar em si mesmo. Pode ser um pouco de tudo isso ou qualquer outra coisa. Você é mais complexo do que parece, pode acreditar!

Por isso, contar com a orientação de um profissional de educação física, preferencialmente alguém especializado em corridas, é muito importante.

Agora, se por alguma razão, isso não for possível pra você, aqui vão algumas dicas que podem ajudar:

5 Dicas para melhorar seu desempenho nas corridas

1 – Estabeleça um objetivo: Minha prova preferida é de 10km; mas a vontade de correr me instiga a participar de qualquer prova que apareça na região; 4km, 5km, 6,7,8km…, o que vier, eu faço. Ah…, sem contar no desafio de correr mais uma meia maratona. O difícil é treinar de modo específico para provas tão variadas. Somente sendo um louco que corre! Você pode até ser um louco, como eu, mas estabeleça um objetivo e foque nele. Definitivamente, não dá pra treinar para todas as provas, ao mesmo tempo. Se você quer baixar seu tempo nos 10kms, por exemplo, estabeleça um prazo e a marca que deseja alcançar, e foque nisso. Se pintar aquela vontade de participar de outra prova, faça por diversão ou por treinamento, mas não se cobre pelo resultado. Afinal, você tem uma meta para alcançar!

2 – Fortalecimento Muscular: seja numa sala de musculação, num estúdio de pillates ou na sala da sua casa, é fundamental fortalecer o corpo. Além de proteger suas articulações contra lesões, os músculos mais fortes aumentarão a eficiência dos movimentos. Mas não adianta exercitar somente as pernas, ok?! Braços, ombros, abdômen, costas, tudo deve ser fortalecido.  Afinal, alguns kms depois da largada, tudo parece mais pesado; os braços quase não se mexem, perdendo a capacidade de equilibrar o corpo e impulsionar os movimentos para frente; a cabeça abaixa, fechando a passagem de ar na garganta, dificultando a respiração; o tronco se curva para frente, comprimindo o diafragma e dificultando ainda mais o trabalho dos pulmões. Vença tudo isso com o fortalecimento!

3 – Varie a intensidade dos treinamentos: Correr sempre o mesmo trajeto, a mesma distância, tentando fazer em menos tempo, pode não ser o mais indicado. Saia da zona de conforto. Provoque seu corpo em treinos mais longos, em velocidade reduzida; intercale com treinos intervalados e fartlek, aumentando a potência muscular, fortalecendo o sistema cardiovascular, aumentando a capacidade de fazer aquele Sprint final, ensinando o corpo a correr de forma mais eficiente; faça treinos educativos, buscando a melhora na coordenação dos movimentos e, de quebra, fortalecendo o corpo com movimentos específicos da corrida.

4 – Alimente-se de forma adequada: A alimentação é fator primordial no desempenho esportivo. Se for possível pra você, procure orientação de um nutricionista; não esqueça de informar a ele sobre seus treinamentos e objetivos com a corrida, para que possa estabelecer uma dieta adequada. Como corredor, minhas dicas são: evite treinar em jejum, o que pode reduzir seu desempenho, além de provocar mal estar e colocar em risco sua saúde; alimente-se com algum tempo de antecedência, cerca de 1 hora antes de treinos e provas, para evitar desconfortos; evite comer ou tomar algo com o qual não esteja habituado, antes de correr, para não ter surpresas desagradáveis; água, frutas, verduras, carboidratos, proteínas, tudo deve fazer parte de sua dieta, de forma equilibrada, garantindo os nutrientes necessários para o bom desempenho do seu corpo.

5 – Descanse: Essa parte fácil dos treinamentos é negligenciada por muitos viciados em corrida. A vontade de correr e o receio de perder performance são tão grandes que muitos treinam todos os dias, de forma intensa, sem deixar com que o corpo se recupere e se fortaleça. O período de descanso faz parte da preparação. É nesse momento que o corpo se refaz do esforço anterior e se torna mais preparado para os próximos exercícios. Desfrute a folga e ganhe resultados!


Sua opinião e suas sugestões são muito importantes para fazer esse blog ainda melhor. Conto com sua participação.

Aproveite o campo abaixo, ok!

Ah.. curta, comente, compartilhe e volte sempre!

Gratidão!

Fabio Frasson

Fabio Frasson

fabio.frasson@yahoo.com.br

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>