Arquivos mensais janeiro 2017

potes de pipoca

Corredor “pipoca” prejudica as corridas de rua?

Aqueles que participam de uma corrida de rua, sem estarem devidamente inscritos (os chamados “pipocas”), têm sido alvos de grandes polêmicas. Muitos acham que eles atrapalham, tumultuam a festa, são a causa da maioria dos problemas da organização; outros apoiam e até reconhecem que também pipocam, às vezes.

Para os pipocas, as corridas estão muito caras

Uma das principais razões apontadas pelos pipocas para participar das corridas, “de penetra”, é o valor das inscrições.  Particularmente, também acho que tem ficado caro (para o meu bolso). Não tenho conseguido me inscrever para tantas corridas quanto antes. Só não tenho como avaliar se o preço cobrado pelos organizadores é ou não condizente com seus custos, pois nunca me envolvi com a organização de uma prova...

corredor de rua monitorando seu pace

Como melhorar o ritmo na corrida

Você corre, corre, corre, mas não consegue melhorar o ritmo na corrida? Não se preocupe. Isso é muito comum e acontece com quase todo mundo. Digo isso por experiência própria. O importante é definir seus objetivos, organizar os treinamentos e persistir com disciplina.

A evolução dos resultados depende muito do seu nível atual de condicionamento. Se você é iniciante, está começando no mundo das corridas, o simples fato de correr de 3 a 4 vezes na semana já fará uma grande diferença. Você, rapidamente, correrá mais longe e mais rápido. Isso porque seu corpo está se adaptando ao esforço, tanto muscular, quanto cardiorrespiratório; isso sem contar a questão psicológica, de acreditar que é possível e se manter firme, determinado.

Atleta e educadora fisica Arone Lucia

Arone Lúcia

Veja o que diz Arone Lúci...

Corredores na terceira idade

Prometeu começar a correr em janeiro?

As comemorações de Ano Novo sempre vêm recheadas de promessas: novos cursos, novas profissões, novas dietas, atividade física…, todo mundo tem histórias pra contar.

E você? Prometeu começar a correr em janeiro e ainda não tomou coragem? Parou pra dar aquela descansada no final do ano e ficou com preguiça de retomar as atividades? Ou será que tem aquele amigo ou amiga que está precisando de uma forcinha pra cumprir a promessa de reveillon?

Isso é normal. Nosso corpo se acostuma com o que é mais fácil. Já falamos sobre isso aqui, no post “A dificuldade de abandonar o sedentarismo“, lembra-se? Se você não leu, recomendo.  

A verdade é que nossa vida atribulada vira sempre desculpa para que a atividade física fique pra depois...